Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre Autismo

Se você tem filhos ou lida com crianças na família e nos ambientes públicos, já deve ter ouvido falar sobre o autismo, uma condição que limita a comunicação da criança e parece ter aumentado de frequência nos últimos anos.

autismo

Lidar com uma criança autista pode ser bastante complexo e por isso, listamos aqui as principais características e como você pode ajudar pessoas que estão dentro do espectro autista. 

O Que É o Autismo?

O autismo é um transtorno neurológico-comportamental que se manifesta desde a primeira infância e causa dificuldade de comunicação, entre outras necessidades especiais. Ainda se sabe pouco sobre o autismo, a ciência não descobriu o que efetivamente causa o transtorno e o tratamento é apenas para melhorar a qualidade de vida e a comunicação de pacientes e suas famílias.

Esse transtorno é altamente hereditário, porém parece se manifestar quando há uma combinação de fatores genéticos e ambientais. A lenda de que as vacinas poderiam causar o autismo já foi descartada pelas pesquisas acerca da doença.

O autismo afeta como as informações são processadas no cérebro, pois modifica a relação dos neurônios e suas sinapses. Porém, como e porquê isso ocorre ainda não é bem compreendido pela ciência. 

Quem Tem Autismo?

Esse transtorno acomete mais meninos do que meninas em cerca de 4 à 5x, mas ainda não se sabe a razão. Não há cura mas já houveram casos raros de crianças que superaram o transtorno e hoje tem o desenvolvimento considerado normal. 

A intervenção precoce é a melhor alternativa para e reduzir a dificuldade de comunicação e o comportamento repetitivo de autistas. Um trabalho multidisciplinar com psiquiatras, psicólogos, pedagogos e fonoaudiólogos deve ser estimulado para que a criança esteja bem amparada.

O nível de independência de pessoas autistas quando adultas é bastante baixo e depende da severidade da condição. A maioria dos adultos autistas precisam de cuidados a vida toda.

Por que o Autismo é Mais Comum Atualmente?

O autismo parece ser mais comum atualmente. Em 2010, a taxa de autismo era estimada em cerca de 1–2 a cada 1.000 pessoas em todo o mundo, em 2018, diagnóstico elevou a prevalência em 1 para 59 crianças. Esses dados são americanos, já que os dados brasileiros são escassos e contam apenas com um estudo que compreendeu 20 mil pessoas na cidade de Atibaia – SP. Neste estudo, a prevalência foi de 1 a cada 367 crianças.

O número de pessoas diagnosticadas vem aumentando drasticamente desde a década de 80, entretanto, esse aumento provavelmente se dá pela maior capacidade de diagnóstico e também pela mudança nos critérios de inclusão no espectro autistas.

Atualmente, a síndrome de Asperger e a de Savant, entre outras, são consideradas como fazendo parte do transtorno autista. Algumas dessas condições são menos graves do que outras e levam à uma maior independência do paciente.

LEIA TAMBÉM:

Como Montar um Cardápio Low Carb

Como Lidar com Uma Pessoa Autista?

Cada paciente terá suas particularidades e é preciso entrar em contato com a família para saber o máximo possível sobre o paciente. De forma geral, autistas não conseguirão se comunicar verbalmente de forma ideal, mas há muitas formas de comunicação possíveis. Em uma crise, podem se tornar mais agressivos.

Crianças autistas lidam mal com mudanças como por exemplo mudar o lanche da tarde, o caminho para a escola, a ordem dos móveis na sala ou tantos outros exemplos. Quanto mais estabelecida for a rotina, melhor será para a criança autista.

Por isso, pode ser mais difícil introduzir mudanças de qualquer natureza, elas devem ser feitas aos poucos e mantendo todo o resto de atividades ou hábitos iguais, para trazer segurança emocional à criança. 

Frequentemente, essas pessoas seguem uma dieta restrita e tem horários definidos. Por isso, respeite sempre as orientações familiares.

Se você estiver em contato com uma pessoa que tem autismo mas não a conhece, como em um vôo, por exemplo, e presenciar uma crise, não julgue os cuidadores e apenas ofereça ajuda. Lidar com um autista severo pode ser muito estressante e cansativo, então demonstre empatia. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir WhatsApp
Dúvidas? Clique Aqui
Olá, quero mais informações sobre esse produto.